2/01/2013

Em Chamas - Suzanne Collins [Resenha]



Em Chamas é a continuação dos Jogos Vorazes como todo mundo sabe, agora que Katniss saiu viva dos Jogos, e desafiou a Capital com a história das amoras, vocês devem se perguntar: o que está por vir? Um novo jogo? Katniss, Peeta serão mentores? Quem é Finnick Odair o personagem que vem causando tanto rebuliço entre os fãs?
O livro ele segue num ritmo lento que se mantém por longas 250 paginas praticamente, para quem não tem paciência, já aviso: nem comece a ler. Quando comecei ler o livro eu sabia que encontraria algo “parado”, mas é um parado no bom sentido, você precisa compreender o que vem se passando no mundo através da visão da Katniss, a devastação de tudo, e o porque dessa nova guerra gerada simplesmente por Katniss desafiar a capital no final do primeiro livro. É estranhamente confuso, teve horas que eu cheguei a pensar o seguinte “porque tanto drama por causa de uma simples garota, porque o presidente quer o fim dela, isso porque ela demonstrou revolta pelo que está acontecendo no mundo, por tais injustiça com os Distritos, a Capital está fazendo muito caso por pouca coisa”.
Katniss agora percebe mais detalhes dos distritos enquanto ela passa pelo tour da vitoria, percebe oque esta acontecendo nos distritos. Uma das partes que mais me chamou atenção no livro foi a festa na casa do Snow na qual ela pensou/falou:

“A única coisa que consigo pensar é nos corpos flácidos de nossas crianças em nossa mesa de cozinha, enquanto minha mãe receita o que os pais não tem condições de dar a elas. Mais comida. (...) E aqui na Capital eles vomitam pelo prazer de encher seus corpos interruptamente  Não por causa de uma enfermidade do corpo ou da mente, nem por causa de alguma comida estragada. É o que todo mundo faz numa festa. É o esperado. Faz parte da diversão.”

Mas em fim, depois de 250 paginas acontece a ação do livro, estamos de volta a Capital, de volta aos Jogos... eu confesso que senti muito, mas muito mesmo pela morte de um personagem. Embora a morte de Rue, foi triste, confesso que senti mais pela morte desse personagem do que pela morte da garotinha.
As regras dos Jogos desse ano serão diferentes do anterior, já que esse ano ocorre o Massacre Quartenário, cujas regras são modificadas, e todos já devem ter visto que Katniss volta pra arena.

A arena desse ano está simplesmente INCRÍVEL  os idealizadores dos Jogos estão com certeza de parabéns. Quem gostou da arena do primeiro, vai amar mais ainda a arena do segundo, confesso que quando tive a primeira visão da arena e me coloquei no lugar dos tributos eu pensei “pronto morrerei aqui mesmo no pedestal pois não sairei do lugar”.
Há aliados na arena. Antes mesmo de chegar ao fim do livro eu já achava muito suspeito as atitudes dos tributos desse ano com relação a Katniss e ao tributo masculino do distrito dela.
Ao decorrer do livro eu me apeguei ao personagem do Finnick, ele é simples, não é aquele personagem UAAAAL na minha opinião, mas ele tem um certo carisma que você acaba se apegando e torce para que ele saia vivo da arena também.
O final do livro é algo do tipo SURPREENDENTE, que não se espera, embora ouve certas coisa a respeito de um numero que por sinal é “13”. Mas de certa forma foi algo que eu não esperava muito bem. É uma coisa muito bem elaborada, que assim que acaba o livro você já fica com vontade de começar o A ESPERANÇA.
Assim que eu acabei o EM CHAMAS eu parei pra dizer UAAAAL. Fiquei morrendo de vontade de ler o ultimo.

2 comentários:

  1. Na minha opinião, o melhor dos 3.

    ResponderExcluir
  2. Acho q vou ler, apesar de achar a história do primeiro melhor.

    ResponderExcluir